Biblioteca Parque Villa Lobos

Biblioteca Parque Villa Lobos

 

 

 

A Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) é um lugar singular. Além de oferecer livros para empréstimo e ambientes para estudo, como toda biblioteca, a BVL é também uma experiência diferente em leitura, lazer, aprendizado e diversão.

Ocupando área de quatro mil metros quadrados dentro do Parque Villa-Lobos zona oeste da capital paulistana, a BVL prepara, todos os meses, programação cultural diversificada, que reúne atividades de interesse para todos os públicos. Acontecem contação de histórias, mediação de leitura, cursos, oficinas, apresentações teatrais e musicais, exposições, saraus e encontros com escritores.

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Acervo Biblioteca Parque Villa Lobos

O acervo, constantemente atualizado, tem foco na literatura e um olhar também para questões ambientais. É formado por livros, revistas, jornais, livros eletrônicos, audiolivros, HQs, DVDs e CDs, além de livros em braille e falados, voltados para pessoas com deficiência. Conheça a Política de Desenvolvimento de Coleções da BVL.

Aliás, a BVL é um ambiente inclusivo e acessível. Possui diversos aparelhos de tecnologia assistiva, como folheador de páginas, mesa ergonômica, leitora autônoma, reprodutor de áudio, régua braille, teclado e mouse adaptados, computadores com leitor de tela, mouse e teclado adaptados.

Outro diferencial está no atendimento. A BVL é uma biblioteca de e para pessoas, portanto todos os funcionários estão aptos a oferecer atendimento humanizado, individualizado, centrado nas características do público e próximo à comunidade.

Biblioteca Parque Villa Lobos Projeto

Nas fachadas, embora originalmente tivessem sido previstos brises verticais de concreto em todo o perímetro, o projeto procurou proteger os interiores da farta insolação com uma malha de cabos de aço, fixada na moldura de concreto que envolve o volume principal. Essa grelha espacial foi recoberta por vegetação, que funciona como filtro solar e atenuador da temperatura.

Parte do térreo é ocupada por praça circular, onde uma grande “flor” – cujas “pétalas” semitransparentes filtram a luz solar direta – dialoga com a “oca”, uma estrutura de madeira que funciona como mobiliário em grande escala, com piso de tatame, almofadas e pufes. O espaço é usado para narrações lúdicas e contação de histórias, e é fechado por barbantes coloridos, colocados ou retirados em função das narrativas. Um painel de 15 x 6 metros resume, nesse piso, a história da Terra e os impactos da ação humana sobre ela, e suas informações serão continuamente alimentadas.

Além da praça interna (oca), das áreas de acesso e de recepção, o térreo abriga armários, espaço para atividades infantis com passagem para o exterior, brinquedoteca, área juvenil, café (que se prolonga para o exterior) e auditório para 300 pessoas. O primeiro piso foi ocupado por salas de criatividade (workshops de som e imagem), salas de estudo e ambiente de leitura para o público adulto. Já no segundo andar, funciona a parte administrativa, e ainda a sala +18 (de literatura adulta), sala de criatividade (culinária e outras), área expositiva e um espaço de leitura com foco na terceira idade.

A acessibilidade total ao edifício foi assegurada através da correção de detalhes que permitiram a livre circulação e a autonomia de pessoas com deficiência. Assim, o espelho d’água que antes direcionava o público só para a entrada frontal recebeu várias pontes que levam a outros acessos. Junto aos espelhos d’água, foi instalada uma cobertura tensionada e atirantada por cabos de aço, que não chega ao piso. Esse novo espaço é ocupado pelo café e por mobiliário próprio a jogos infantis. Em uma das fachadas, o destaque é um volume amarelo que abriga a cozinha e o atendimento do café. O escritório Dante Della Manna se responsabilizou pelo layout e BVL encarregado da escolha do mobiliário e também pelo espaço do café. Fernando Jaeger, responsável pela execução, procurou tirar partido das cores, para evidenciar os ambientes.

Inauguração Biblioteca Parque Villa Lobos

O Governador Geraldo Alckmin inaugurou nesse sábado (20/12/14), a Biblioteca Parque Villa-Lobos, localizada dentro do parque, ao lado do Orquidário Ruth Cardoso, zona oeste de São Paulo, com a presença do Secretario da Cultura Marcelo Mattos Araujo e do Secretário do Meio Ambiente Rubens Naman Rizek Junior. A nova biblioteca pública segue o modelo e a experiência já adquirida na Biblioteca de São Paulo (BSP), também da Secretaria da Cultura e instalada no Parque da Juventude. Segue ainda o modelo de bibliotecas parques, que é um sucesso em países como o Chile e a Colômbia, e em casos brasileiros, como o do Rio de Janeiro.

Horário de Funcionamento Biblioteca Parque Villa Lobos

Terça a domingo das 9h30 às 18h30

 

Endereço e Telefone Biblioteca Parque Villa Lobos

Endereço: Av. Queiroz Filho, 1205 – Alto de Pinheiros – São Paulo (SP)
Telefone: (11) 3024-2500
E-mail: contato@bvl.org.br

Redes Socias  Biblioteca Parque Villa Lobos